sexta-feira, 14 de julho de 2017

Como o ouriço do mar pode contribuir com o sequestro de carbono...




Cientistas descobriram uma nova e curiosa habilidade do ouriço do mar. O animal consegue, utilizando o metal níquel, transformar dióxido de carbono (CO²) em conchas. Mas como esse gás do efeito estufa se torna carbonato de cálcio, a matéria-prima da concha?

Durante um estudo, ao observar larvas de ouriço do mar, pesquisadores da Universidade de Newcastle acidentalmente descobriram que seu exoesqueleto possui nanopartículas de níquel.  Ao serem expostas a uma solução de CO², as partículas extraíram todo gás carbônico presente no ambiente, transformando-o em conchas. Esse processo é bastante semelhante ao realizado por ostras e outros animais marinhos.

A tecnologia atual de sequestro e armazenamento de carbono consiste na captura do gás e no seu armazenamento em formações geológicas subterrâneas, como poços de petróleo vazios. O risco de vazamento é grande, fazendo com que esse método não seja absolutamente confiável.

Com a nova descoberta novas técnicas mais em conta e menos perigosas podem ser criadas, já que a utilização do níquel, que assim como outros metais pesados afeta negativamente a saúde humana, faz com que os custos dessa nova tecnologia sejam menores em comparação com as já existentes. É uma nova arma que pode evoluir muito a fim de auxiliar no combate ao aquecimento global.

Fonte: ecycle.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário