sexta-feira, 9 de junho de 2017

WWF Brasil lança concurso para restauração florestal da iniciativa privada...


A organização não governamental ambientalista WWF Brasil lançou na segunda-feira (5) o concurso Desafio Ambiental: inovação e empreendedorismo em restauração florestal, em celebração ao Dia Mundial do Meio Ambiente. O objetivo é dar apoio ao país para atingir metas de restauração e dar visibilidade a iniciativas pioneiras que podem ser replicadas em escala.

“O Brasil tem um compromisso bastante ambicioso de restauração florestal na Convenção do Clima, de 12 milhões de hectares. Ao mesmo tempo tem um passivo ainda maior. O Código Florestal mostrou que o país tem 18 milhões de hectares a serem restaurados. É uma meta difícil. A restauração deve ser um movimento brasileiro”, disse o diretor-executivo do WWF-Brasil, Maurício Voivodic.

O concurso vai mapear, impulsionar e premiar iniciativas que restaurem biomas por meio de modelos inovadores e sustentáveis. Dentro da prática de restauração florestal, o concurso busca reconhecer, entre outros, projetos de campo, modelos de negócios para recuperar áreas degradadas que promovam a restauração florestal e sua cadeia.

“O apoio do governo vai ser necessário, tanto financeiramente, quanto tecnicamente, mas quem vai liderar este movimento vai ser a iniciativa privada”, disse Voivodic. “Queremos encontrar e promover o empreendedorismo e a inovação no setor para que a restauração florestal ganhae escala e se multiplique nas propriedade rurais brasileiras”, ressaltou.

O período para envio de projetos é 9 de junho a 9 de agosto. Um júri técnico será composto por um representante de cada parceiro do Desafio e o júri popular estará aberto a qualquer pessoa física. O concurso é uma parceria do WWF-Brasil com a empresa de consultoria Impact HUB, o Sebrae, o Ministério do Meio Ambiente e o Pacto pela Restauração da Mata Atlântica.

Na primeira fase do concurso, serão selecionadas até oito propostas para a realização de uma imersão com a empresa de consultoria Impact HUB a fim de impulsionar o projeto. A premiação vai ocorrer no dia 21 de setembro, em celebração ao Dia da Árvore. Além da imersão e mentoria, os primeiro e segundo lugares escolhidos pelo júri técnico receberão R$ 5 mil e R$ 3 mil, respectivamente.

Os participantes terão direito ao Empretec, capacitação do Sebrae voltada para o desenvolvimento de comportamentos empreendedores e para a identificação de novas oportunidades de negócios. O 1º lugar no júri popular receberá R$ 2 mil.

Segundo o WWF-Brasil, citando o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil se configura entre os principais países produtores e exportadores de produtos agropecuários, com mais de 300 de milhões hectares destinados à agropecuária. O setor também responde por grande parte das emissões brasileiras de gases de efeito estufa, os quais são responsáveis diretamente pelo aquecimento global.

Entretanto, existem inúmeras iniciativas que valorizam a floresta em pé. “São projetos de restauração e reflorestamento, agroflorestas, pequenos ou médios agricultores, startups de impacto, rede de sementes, povos e comunidades tradicionais e muitas outras iniciativas que geram renda, restauram ecossistemas e contribuem para reverter o já conhecido quadro de desmatamento e degradação”, disse a organização.

As informações sobre a ação do WWF Brasil estão disponíveis na página www.desafioambiental.org.


Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário