quinta-feira, 8 de junho de 2017

ICMBio lança Painel sobre áreas protegidas...



O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) celebrou a Semana do Meio Ambiente na manhã desta terça-feira (6/6) com o lançamento do Painel Dinâmico de Informações, do livro Iniciativas de Inclusão Produtiva e Gestão Participativa de Unidades de Conservação dos Ambientes Marinhos e Costeiros do Brasil e do selo comemorativo dos 10 anos do Instituto, que serão completados em 28 de agosto.

O evento contou com a participação do ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, do presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski, do diretor do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), Raimundo Deusdará, e de outros dirigentes do ministério e do Instituto, além de servidores e colaboradores que lotaram o auditório da sede, em Brasília.

O ministro Sarney Filho destacou relevância do trabalho desenvolvido pelo ICMBio para a conservação da natureza e citou os esforços para conter pressões sobre o meio ambiente. “Como ministro de Estado, sei que a nossa causa não tem partido, ela tem um sentido de assegurar às futuras gerações o que hoje desfrutamos”, disse o ministro.

O presidente Soavinski, que falou antes do ministro, enfatizou as conquistas do instituto para o bem-estar ambiental da sociedade e também os desafios de gerenciar 328 unidades de conservação, cujo número tende a crescer. “A participação aumenta o senso de pertencimento da sociedade no patrimônio brasileiro gerido pelo ICMBio. É importante que as pessoas tenham contato com a natureza e vivam experiências únicas em nossas UCs”, ressaltou.

Transparência – A criação do Painel de Dinâmico de Informações remonta ao ano de 2014, com a instituição de um grupo de trabalho voltado a sistematizar e padronizar informações estratégicas do órgão. O internauta pode ter acesso à informações referentes à gestão das unidades de conservação (UCs) federais, espécies ameaçadas, uso público e turismo, gestão de pessoas, proteção e fiscalização das UCs, entre outros dados estratégicos.

O mecanismo visa dar publicidade e transparência às atividades realizadas pelo Instituto e foi desenvolvido em conjunto com o Instituto de Pesquisas Ecológicas – IPÊ. “Este é apenas um começo, temos que alcançar mais um patamar para discutir informação gerencial e levantamento de dados para tomada de decisões”, avaliou Marcelo Kinouchi, chefe substituto da divisão de gestão estratégica e modernização, que fez a apresentação da ferramenta.

A publicação Iniciativas de Inclusão Produtiva e Gestão Participativa de Unidades de Conservação dos Ambientes Marinhos e Costeiros do Brasil foi realizada pela Diretoria de Ações Ambientais e Consolidação Territorial (Disat), em parceria com o Projeto Manguezais do Brasil e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O livro enfoca práticas e experiências de inclusão produtiva e acordos coletivos para a sustentabilidade em cinco unidades de conservação brasileiras de uso sustentável. “A ideia é que os aprendizados possibilitem o aperfeiçoamento das ações do ICMBio bem como parceiros institucionais e que sirvam para reflexão e aprendizagem para outras UCs”, explicou a coordenadora de Articulação de Políticas para Comunidades Tradicionais, Mara Nottingham.

Ainda durante o evento, foi feito o lançamento oficial do selo comemorativo dos 10 anos do Instituto. A peça foi desenvolvida de forma a ressaltar os elementos presentes nas unidades de conservação, como animais, vegetação, formações rochosas, recursos naturais e pessoas. Também foi anunciado o calendário de eventos comemorativos do aniversário do Instituto, que vai até o fim do ano e inclui o Fórum de RPPNs, Seminário Internacional de Voluntariado, o Circuito ICMBio de esportes em unidades de conservação), o projeto “10 picos, 10 travessias”, entre outros.


Fonte: mma.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário